segunda-feira, 25 de junho de 2007

Placas de banheiro

Está cada vez mais difícil distinguir as placas dos banheiros masculino e feminino. Será o avanço do pansexualismo? A evolução da igualdade entre os sexos? Não, acho que é criatividade porca mesmo. Já achava aquela coisa da inicial meio complicada. Numa boa, S é o quê? Pode ser senhor, senhora, solange, sidimir, salgadinho, sapos.

E aquilo de bolsa com luva para o banheiro feminino e cartola com bengala para o masculino é, digamos, muito intrigante. Mulheres usam bolsa, ok. Mas que homem sai na rua com cartola e bengala? Só os mágicos! Só os mágicos! Lembro que uma vez, fiquei um tempão na porta do banheiro vendo se ia aparecer um mágico. Ou desaparecer. Mas isso faz tempo, eu tinha uns trinta e três anos.

Outro dia estava no planetário da Gávea e fui ao banheiro. Olhei para as plaquinhas. Céus, sou um sol ou uma lua? Sou mais o cometa Halley. Ou a galáxia de alfacentauro. Agora imagina só a agonia: o cara é transexual é quer ir ao banheiro. Não sei bem o que isso significa, para mim o prefixo trans indica mutação. Então o transexual está sempre mudando de sexo. Como é a plaquinha dele? A bengala vira baton, que virá um símbolo fálico, que cai dentro da cartola. A cartola vira, sei lá, uma coisa misturada, uma omelete. A omelete fica na plaquinha.

Pronto. No futuro, todas as plaquinhas serão omeletes.

2 comentários:

Lia disse...

caramba! tava conversando sobre isso ontem...
vi um "M"... não sabia se era Masculino ou Mulher. olhei a outra porta e tinha um "F".
agora sim!

Jujuba disse...

tb sempre fico confusa e por isso já abri algumas vezes a porta do banheiro errado =(