terça-feira, 31 de julho de 2007

20 e 50

Esse excesso de liberdade me sufoca. Tantos caminhos, tantas possibilidades. Escolhi duas em um milhão. Meu coração mandou. Agora tenho que ser boa, suo, tenho que fazer bem, suo.

Diariamente acontece uma briga: eu comigo mesma aos cinquenta. Às vezes aos trinta, às vezes aos setenta. Se um dia eu coincidir no tempo comigo mesma, me anulo. Bem ou mal, a fila de ilusões me alimenta. Os sonhos que são meus ou que são sonhados para mim.

Espero que nunca entre na Voluntários da Pátria e me pergunte: céus, onde é que estava sendo que já não fui?

Um comentário:

Juju disse...

Preciso de prazos, metas, dias corridos e horários de trem. Ai, esqueci. Não tem trem...