sexta-feira, 14 de setembro de 2007

agenda

Já perdi duas agendas esse ano. Eu compro, anoto coisas, vejo meu dia-a-dia organizado, e pimba, perco. Quando perdi a segunda agenda 2007, resolvi que a minha agenda seria a minha cabeça. Afinal, essa eu não posso perder, né? Quem dera. Nada é mais perdível que a própria cabeça. Pelo menos a minha. Me bateu um desespero. Por Júpiter, como vou decorar essa penca de prazos para entregar coisas, festas, colação de grau, burocracias da vida? Terei que contratar um lembrador profissional? Alguém para ficar me ligando e lembrando? Clara, leia isso. Escreva. Clara, beba água. Vá ao banheiro. Clara, cadê o vestido para a festa de domingo? É hora de fazer exame de sangue. Muito bem, Clara.
Estou tentando evitar o lembrador profissional, apesar de já ter dado uma espiadinha nos classificados. A estratégia agora são os post its no monitor. Minha tela tá hiper carnavalesca, um monte de papelzinho penduradinho. Todos os meus prazos estão ali. Vamos ver se dá certo. Tomara que não bata um vento e leve tudo. Se isso acontecer, acho que vou para a praia.

3 comentários:

el disse...

Pois eu tenho o problema oposto: esqueço a agenda dentro da mochila. Por meses, ela fica lá, escondida.

Adotei os post-its na parede da escrivaninha. Só que não olho. Lembro, escrevo, colo. E nunca mais olho pra parede, apesar de ela ficar de frente pra mim todo o tempo.

Acho que a boa é: lembrou, lembrou. Fica até mais sincero.

Juju disse...

Por Júpiter!
Existem post-its eletrônicos. Acabei com a poesia?

Gabriela disse...

Concordo com os post-its eletrônicos da Juju. São só mails de você para você mesmo, com estrelinhas ou cores chamativas. O Fuá, por exemplo, está lá.