quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Eu e a Frida

Hoje estava me sentindo meio Frida Kahlo.

Mas não sabia muito bem porque estava me sentindo meio Frida Kahlo.

Frida teve paralisia infantil, sofreu um acidente num bonde, fraturou três vértebras e a pelve, sofreu vários abortos e ficou estéril, depois teve osteomielite e precisou amputar o pé, no total fez mais de trinta cirurgias. Paralelamente, tornou-se uma gênia da pintura modernista e surrealista, deu pouso a Trotksi e conheceu André Breton, coloriu México como ninguém.

Continuava sem entender porque me sentia Frida. Que eu saiba, em nenhum desses pontos me aproximo dela. Ou será que aquele cara que conheci ontem era o Trotski?

Daí olhei no espelho e entendi: as sobrancelhas. Frida era meio monocelha, e eu estou ficando. Pinça já! Corri pro telefone e marquei hora no salão de beleza.

Mas ainda acho que não é só isso.

Um comentário:

Lia disse...

é, clara! tbm acho que não é só por isso! hahahahaha!