quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Chuva no Rio

Não entendo qual é a enorme graça de passar com o carro bem rápido na poça de água de chuva e molhar todos os pedestres. Quase dá para ouvir a risada de bruxa do motorista dentro do carro: mais um encharcado, mais um, hahahahaha. O cara deve ficar o dia inteiro vendo sites na internet só para saber quando vai chover. Daí começa a chuviscar e ele sente uma vibração interior, é a hora, é a hora. Começa a se arrumar devagar, enquanto a chuva aperta, daí pega o carro, amacia o motor suavemente, sai à rua e, chuá, molha todo mundo, hahahaha. No rádio do carro, talvez, uma sinfonia de Beethoven.

Por isso decidi adotar a capa de chuva. A minha é rosa. Vocês vão ver só, seus motoristas, a Clara Rosa anti-pingos vem aí.

2 comentários:

Gabriela disse...

Ai, meu deus, anti-pingos! Não posso mais usar capa de chuva. Nem em viagem.

Juju disse...

Eu tenho uma Juju-laranja anti-pingos!

E uma azul-marinho, mas aí é muito chique