quarta-feira, 7 de novembro de 2007

entecortes de pensamento

o bom de ter cabelo
(putz, meu pai sempre implicou comigo por causa da mania de falar o bom, o ruim, ele dizia, que pobreza, minha filha, coloca um substantivo)
o bom de ter cabelo crespo
(já sei, virão milhares de pessoas me acusar de racismo, só porque estou falando de cabelo crespo, melhor ficar preparada, eu só queria fazer alguma coisa que rimasse)
é que embaraça
(adoro coisas que embaraçam, desembaçam, o som de aça é muito bom de falar)
e dá no mesmo
(mais do mesmo é o nome de um disco que eu adoro, mas me deprime muito)

o bom de ter cabelo crespo
é que embaraça
e dá no mesmo

(cacilda, melhor não tivesse feito)

Um comentário:

Juju disse...

mas ia ficar encafifada com isso