quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Uma maneira terna, delicada e poética de desejar as coisas mais felizes sem usar palavras catadas em árvores. Fiquei buscando, mas a queridíssima Laura mandou um email de fim de ano imbatível. nada supera as tartarugas do Cortázar.

Tartarugas e Cronópios

Agora acontece que as tartarugas são grandes admiradoras da velocidade, como é natural.
As esperanças sabem disso e não ligam.
As famas sabem e caçoam.
Os cronópios sabem e cada vez que encontram uma tartaruga, puxam a caixa de giz e na lousa redonda da tartaruga desenham uma andorinha.

Um comentário:

Caio disse...

Clara,
Você é uma pessoa horrível, que incentiva até o maltrato psicológico a animais. Vigiarei o Alan para ver se você não o andou machucando...
Bjo