quinta-feira, 16 de julho de 2009

O que eu senti hoje, às sete e quinze da manhã, na Urca, enquanto corria de cabelo preso e óculos escuros, ao cruzar com um militar de aparência séria e um pouco tristonho, que carregava bordado em azul na camiseta o nome de guerra Souza Lima:

cheiro de colônia de homem feito.

3 comentários:

Jeanne Duval disse...

Água de colônia Maúa? Ou cheiro de desodorante Axe? Tive um namorado que usava essa maldição. O suvaco era puro ferômonio.

The Moonlight disse...

hmm era desodorante avanço.. aaaposto!

The Moonlight disse...

incrível, agora sempre que volto no seu blog, é inevitável lembrar da propaganda do desodorante avanço - 'com ele, as mulheres avançam'
uidhaiuhda