quinta-feira, 12 de junho de 2008

Detesto encontrar gente no ônibus e no metrô. É um saco. Não que não goste do fenômeno gente; pelo contrário, tirando os dois dias no mês em que preferia ser um jabuti, gente me cai muito bem. Mas não quando estou querendo deixar que meus pensamentos pensem sem que eu tenha que pensar por eles. Muito menos quando estou querendo escutar a conversa alheia. Nos ônibus e no metrô, prefiro escutar o papo dos outros do que falar com alguém.

Portanto, a gentil recomendação: não me faça fingir que não te conheço. Isso é chato, dá um certo trabalho para o fingimento ficar natural. Para ser sincera, só consegui o efeito da naturalidade essa semana, depois de muito ensaiar. E ainda tem gente que não entende.

3 comentários:

Carol disse...

minina, te descobri aqui.

sei lá como.

posso te linkar no meu blógui?

uma beijaaaa

Clara disse...

Mas é claro!

Outra beija!

Jujuba disse...

oqueiê, da próxima vez que te encontrar coloco o óculos escuros (ótimo pra fingir que está dormindo e/ ou não está olhando na direção...)